sábado, 25 de junho de 2011

Exercícios sobre a Sociologia de Durkheim


ATIVIDADES

Retrato de Durkeim, para a disciplina de Sociologia da Educação

Retrato de Durkeim, para a disciplina de Sociologia da Educação
Durkheim, desenho de Lidiane Cordeiro.

1- Qual a contribuição de Durkheim para a Sociologia?
Émile Durkheim é apontado como um de seus primeiros grandes teóricos. Ele e seus colaboradores se esforçaram por emancipar a sociologia das demais teorias sobre a sociedade e constituí-la como disciplina rigorosamente científica. Durkheim definiu com precisão o objeto de estudo da Sociologia, estabeleceu um método para analisar os fenômenos sociais e escreveu várias obras, dentre elas podemos citar: As regras do método sociológico; Da Divisão do Trabalho Social; O Suicídio; As Formas Elementares da Vida Religiosa.

2- Segundo Durkheim, qual é o objeto de estudo da Sociologia?
Os Fatos Sociais

3- Quais são as características do Fato Social? Explique cada uma delas.
1-A primeira delas é a coerção social, ou seja, a força que os fatos exercem sobre os indivíduos, levando-os a conformar-se às regras da sociedade em que vivem, independentemente, de sua vontade e escolha.
2- A segunda característica dos fatos sociais é que eles existem e atuam sobre os indivíduos independentemente de sua vontade ou de sua adesão consciente, ou seja, são exteriores aos indivíduos.
3- A terceira característica apontada por Durkheim é a generalidade. É social todo fato que é geral, que se repete em todos os indivíduos ou, pelo menos, na maioria deles.

4- Quais são as sanções que o indivíduo sofre quando tenta se rebelar contra as normas e regras sociais? Explique e exemplifique cada uma delas.
Legais são as sanções prescritas pela sociedade, sob a forma de leis, nas quais se estabelece a infração e a penalidade subsequente.
Ex. As multas de trânsito.
Espontâneas seriam as que aflorariam como decorrência de uma conduta não adaptada à estrutura do grupo ou da sociedade à qual o indivíduo pertence. Diz Durkheim, exemplificando este último tipo de sanção: “Se sou industrial, nada me proíbe de trabalhar utilizando processos e técnicas do século passado; mas, se o fizer, terei a ruína como resultado inevitável.”
 

5- A escola é um fato social? Justifique sua resposta.
Sim. A Escola é um fato social. Nela evidencia-se a coerção social que é imposta aos alunos através de regras e normas sociais. Ela é exterior aos indivíduos, ou seja, não depende de vontades ou escolhas pessoais para sua existência. Ela se encontra generalizada por toda sociedade.


6- O que é o fato social normal e patológico? Dê exemplo para cada um deles.
Fato normal é aquele fato que não extrapola os limites dos acontecimentos mais gerais de uma determinada sociedade e que reflete os valores e as condutas aceitas pela maior parte da população. Ex. O casamento.
Fato Patológico é aquele que se encontra fora dos limites permitidos pela ordem social e pela moral vigente. Os fatos patológicos, como as doenças, são considerados transitórios e excepcionais. Exemplo: Uma taxa elevada de criminalidade.


7-Segundo Durkheim quais são os procedimentos que o pesquisador deve ter para realizar uma pesquisa com objetividade científica?
A explicação científica exige que o pesquisador mantenha certa distância e neutralidade em relação aos fatos, resguardando a objetividade de sua análise.
Além disso, é preciso, segundo Durkheim, que o sociólogo deixe de lado suas prenoções, isto é, seus valores e sentimentos pessoais em relação ao acontecimento a ser estudado, pois nada têm de científico e podem distorcer a realidade dos fatos. Essa postura exige o não-envolvimento afetivo ou de qualquer outra espécie entre o cientista e seu objeto. A neutralidade exige também a não-interferência do cientista no fato observado.
Durkheim aconselhava o sociólogo a encarar os fatos sociais como coisas, isto é, objetos que, lhe sendo exteriores, deveriam ser medidos, observados e comparados independentemente do que os indivíduos envolvidos pensassem ou declarassem a seu respeito.
Imbuído dos princípios positivistas, Durkheim queria com esse rigor, à maneira do método que garantia o sucesso das ciências exatas, definir a sociologia como ciência, rompendo com as idéias e o senso comum – "achismos” – que interpretavam de maneira vulgar a realidade social.


8- Por que o suicídio é considerado um fato social e não um fato individual?


O suicídio, amplamente estudado por Durkheim, constituía-se, nesse sentido, em fato social por corresponder a todas essas características: é geral, existindo em todas as sociedades; e, embora sendo fortuito e resultando de razões particulares, apresenta em todas elas certa regularidade, recrudesce ou diminui de intensidade em certas condições históricas, expressando assim sua natureza social.

9- Segundo Durkheim qual é a finalidade da sociologia?
Para Durkheim, a sociologia tinha por finalidade não só explicar a sociedade como também encontrar soluções para a vida social.

10- O que é a consciência coletiva?
Trata-se do “conjunto das crenças e dos sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade” que “forma um sistema determinado com vida própria”.

11- Durkheim pode ser considerado um evolucionista? Justifique sua resposta.
Sim, Durkheim, pode ser considerado um evolucionista.
Durkheim considerava que todas as sociedades haviam evoluído a partir da horda, a forma social mais simples, igualitária, reduzida a um único segmento onde os indivíduos se assemelhavam aos átomos, isto é, se apresentavam justapostos e iguais.

12- O que é solidariedade mecânica e solidariedade orgânica?
Solidariedade mecânica, para Durkheim, era aquela que predominava nas sociedades pré-capitalistas, onde os indivíduos se identificavam por meio da família, da religião, da tradição e dos costumes, permanecendo em geral independentes e autônomos em relação à divisão do trabalho social. A consciência coletiva exerce aqui todo seu poder de coerção sobre os indivíduos.
Solidariedade orgânica é aquela típica das sociedades capitalistas, onde, pela acelerada divisão do trabalho social, os indivíduos se tornavam interdependentes. Essa interdependência garante a união social, em lugar dos costumes, das tradições ou das relações sociais estreitas. Nas sociedades capitalistas, a consciência coletiva se afrouxa. Assim, ao mesmo tempo que os indivíduos são mutuamente dependentes, cada qual se especializa numa atividade e tende a desenvolver maior autonomia pessoal.

13- Por que Durkheim se distingue dos outros positivistas?
Durkheim se distingue dos demais positivistas porque suas idéias ultrapassaram a reflexão filosófica e chegaram a constituir um todo organizado e sistemático de pressupostos teóricos e metodológicos sobre a sociedade.
 
14- Defendendo a imparcialidade e a objetividade da ciência, Durkheim afirma:
“O sentimento é objeto da ciência, não é critério de verdade científica”. (p.31)
Para Durkheim, a verdadeira ciência deve se guiar pelos sentimentos pessoais do cientista? Por quê?
Não. A verdadeira ciência não deve-se guiar pelos sentimentos pessoais do cientista. Porque os sentimentos pessoais nada têm de científico e podem distorcer a realidade dos fatos.


15- (UFU/PAIES/2ª ETAPA/2003) Assinale as afirmativas verdadeiras (V) e as falsas (F) que correspondem às formulações teóricas de Émile Durkheim sobre a divisão social do trabalho.
1 ( F ) Para Durkheim, a concentração da população nas cidades, a expansão da produção e da concorrência econômica, a expansão das comunicações, enfim, o desenvolvimento da divisão social do trabalho acarretou a diminuição da solidariedade orgânica.
2 ( V )A condensação da sociedade, ao multiplicar as relações intersociais, leva ao progresso da divisão do trabalho que, quanto mais acentuada, mais reduz a solidariedade mecânica e aumenta a solidariedade orgânica e os processos de individualização.
3 ( V )Segundo Durkheim, os indivíduos na sociedade moderna só existem porque participam de uma divisão social do trabalho altamente diferenciada por funções especializadas, na qual a consciência coletiva reduz-se em face da consciência individual.
4 ( V)Na sociedade moderna, os indivíduos tornam-se solidários na medida em que cumprem uma tarefa ou uma função especializada, que guarda interdependência com outras tarefas ou funções, decorrendo, disso, a integração e a unidade do corpo social.


16- De acordo com a definição de Fato Social formulada por Durkheim, assinale a alternativa INCORRETA:
a) A escola é um fato social e – como instituição – cumpre um relevante papel na formatação do comportamento individual em consonância com as regras e valores presentes na consciência coletiva.
b) O ato de adoecer é um fato social, pois possuindo motivações biológicas podem ser percebidos como exteriores aos indivíduos; excetuando-se as doenças psicossomáticas e influenciadas por fatores sociais.
c) A arquitetura de nossas casas constitui um fato social, na medida em que seguimos padrões e obedecemos a um senso estético exterior às nossas consciências individuais.
d) O sistema eleitoral é um fato social, porque pertence à esfera da vida política.


17- Sobre a Sociologia de Durkheim assinale com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as falsas.
a) (F) O objeto de estudo da Sociologia segundo Durkheim é a ação social.
b) (V) O casamento, a educação, a escola, a religião, o crime, são exemplos de fato social.
c) (V) Durkheim se esforçou para emancipar a Sociologia das demais teorias da sociedade.
d) (V) Segundo Durkheim, a sociologia tinha por finalidade não só explicar a sociedade como também encontrar soluções para vida social.
e) (V) O objetivo máximo da vida social, de acordo com Durkheim é promover a harmonia da sociedade consigo mesma e com as demais sociedades.
f) (F) O crime não pode ser considerado um fato social normal.
g) (V) A sociedade apresenta como todo organismo, estados normais e patológicos.
h) (F) Sanções espontâneas são aquelas prescritas pela sociedade em forma de leis nas quais se estabelece a infração e a penalidade subseqüente.
i) (F) Sanções legais são aquelas que surgem como decorrência de uma conduta não adaptada à estrutura do grupo ou da sociedade à qual o indivíduo pertence.
j) (F) Segundo Durkheim, o aborto e o suicídio não podem ser considerados fatos sociais, pois são atos individuais.


18- Para Émile Durkheim, o fato social constitui o objeto de estudo da Sociologia. Em sua obra As Regras do Método Sociológico ele formula com clareza os passos da construção desse objeto. A respeito deste conceito e de outros elaborados por Durkheim, analise as proposições abaixo. Posteriormente, assinale a alternativa que contenha as proposições ERRADAS:
I- Segundo Durkheim, os indivíduos possuem uma constante compulsão para subverter as regras sociais ou o acordo coletivo, sendo necessário, por isso, a atuação de órgãos de repressão como a polícia, para garantir a ordem e o respeito às hierarquias.
II- Segundo Durkheim, a intensa divisão do trabalho social que caracteriza a sociedade industrial moderna, leva, inevitavelmente, à predominância de uma solidariedade orgânica, uma vez que é no dia-a-dia que a interdependência entre os indivíduos pode ser observada, garantindo a coesão social, e comprovando o maior avanço social da sociedade industrial comparado à sociedade primitiva.
III- Uma vez identificados e caracterizados os fatos sociais, a preocupação de Durkheim dirigiu-se à conduta necessária ao cientista social. Para Durkheim, é necessário que o pesquisador afaste as suas prenoções e sentimentos pessoais para garantir a objetividade do conhecimento.
IV- Para Durkheim, o fato social pode ser normal ou patológico. O fato patológico é aquele não extrapola os limites dos acontecimentos mais gerais de uma determinada sociedade e que reflete os valores e as condutas aceitas pela maior parte da população.
V- Segundo Durkheim, o trabalho de classificação das sociedades, deveria ser efetuado com base em apurada observação experimental. Guiado por esse procedimento, estabeleceu a passagem da solidariedade orgânica para a solidariedade mecânica como o motor de transformação de toda e qualquer sociedade.
A) I, II e V.
B) I e II.
C) II, III e V.
D) IV e V.
E) I e IV.


19- “O homicídio constitui um ato odioso em tempos normais e não o é em tempos de guerra, porque não há neste caso um preceito que o proíba. Isto é, um ato, intrinsecamente o mesmo, que pode ser condenado hoje por um país europeu, pode não sê-lo na Grécia, simplesmente porque não violava, pois, na Grécia nenhuma norma preestabelecida.”
DURKHEIM, Émile. Sociologia y Filosofia, p. 160, Buenos Aires. Kraft, 1951.
Após a leitura do trecho acima reproduzido e de seus conhecimentos, analise as assertivas abaixo julgando-as como VERDADEIRAS ou FALSAS:
A (V) A noção de normalidade ou patologia só pode viabilizar-se ao considerarmos que cada sociedade possui uma consciência coletiva singular, e portanto, diferentes padrões de comportamento.
B (V) O organismo social não é o mesmo em dois momentos distintos, da mesma forma que muitos organismos vivos mudam sua morfologia ao longo de sua vida. Por isso, o que é normal hoje, pode não sê-lo amanhã.
C (V) É patológico o fato social que extrapola os limites permitidos pela ordem social desafiando a moral vigente.
D (V) É normal apenas o fato social que é geral, ou seja, faz parte do regulamento social de todas as sociedades simultaneamente.
E (F) Constitui-se um fato social patológico aquele que tem conotações diferenciadas em cada sociedade.


20- (UFU/JAN/2004) Em Émile Durkheim, a Sociologia aparece como conhecimento científico, como uma espécie de autoconsciência da sociedade. Assinale as alternativas corretas com (V) que corroboram esse princípio, nos termos de suas formulações teóricas e as falsas com (F).
A (F) Os fatos sociais instalam-se nos indivíduos de maneira irrefletida, não permitem que os sujeitos se tornem conscientes de sua coerção, como acontece na educação, porque se assim o fosse haveria crítica à sua generalidade e exterioridade e, também, uma revolução permanente contra as representações coletivas.
B (V) Os conceitos constituem modos como as sociedades, em certas épocas, representam a natureza, os sentimentos, os objetos e a as idéias; as categorias do conhecimento são conceitos que expressam coisas sociais. Ambos são representações coletivas, irredutíveis aos preceitos individuais, sendo o conceito de religião um exemplo.
C (F) Os fatos sociais são genéricos, exteriores aos indivíduos e coercitivos, mas possuem certos limites que permitem a alguns sujeitos, individualmente, construir novos fatos sociais, como se observa em inúmeros exemplos de fundadores de religiões, de partidos políticos e de outras instituições sociais que refletem a consciência humana.
D (F) A ciência e a moral são fenômenos propriamente humanos, constituídos por representações coletivas, ao contrário da religião, cuja fonte é de inspiração divina e de humano apenas guarda o fato de manifestar-se em um profeta, como se vê nas grandes religiões monoteístas, que formaram a consciência humana no mundo.


21- Sobre a Consciência Coletiva, um dos principais conceitos sociológicos de Durkheim, assinale (V) para as alternativas verdadeiras e (F) para as falsas:
A (F) Toda teoria sociológica de Durkheim pretende demonstrar que os fatos sociais não têm existência própria, já que dependem daquilo que pensa e faz cada indivíduo em particular.
B (F) Durkheim afirma categoricamente que no interior de qualquer grupo ou sociedade, podem ser observadas formas padronizadas de conduta e pensamento. Isto significa que não existe a consciência individual.
C (V) A consciência coletiva não se baseia na consciência de indivíduos singulares ou de grupos específicos, mas está espalhada por toda a sociedade.
D (F) A consciência coletiva aparece como um conjunto de regras fortes e estabelecidas que atribuem valor e delimitam os atos individuais e a consciência individual define o que, numa sociedade, é considerado “imoral”, “reprovável” ou “criminoso”.


22- Sobre as formulações teóricas de Durkheim, assinale (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas:
A (V) Durkheim considerava que todas as sociedades haviam evoluído a partir da horda, a forma social mais simples, igualitária, reduzida a um único segmento onde os indivíduos se assemelhavam aos átomos, isto é, se apresentavam justapostos e iguais.
B (V) Segundo Durkheim através do processo evolutivo, foi possível uma série de combinações das quais originaram-se outras espécies sociais identificáveis no passado e no presente, tais como os clãs e as tribos.
C (F) Segundo Durkheim, a sociologia não tem o objetivo de comparar as diversas sociedades pelo fato de que todo comportamento humano, por mais diferente que se apresente, resulta da expressão de características universais de uma mesma espécie.
D (V) Para Durkheim a normalidade do fato social só pode ser entendida em função do estágio social da sociedade em questão, pois do ponto de vista puramente biológico, o que é normal para o selvagem não o é sempre para o civilizado, e vice-versa.


23. (UFU/JUL/2007) Segundo Durkheim, em Educação e Sociedade (1975, p.45), “todo o sistema de representação que mantém em nós a idéia e sentimento da lei, da disciplina interna ou externa, é instituído pela sociedade.” Conforme a teoria desse autor assinale a alternativa correta.
A) Apesar de sua natureza social, o fim da educação é individual.
B) A educação não possui natureza social, antagonizando indivíduo e sociedade.
C) Cabe à educação constituir no homem a capacidade de vida moral e social.
D) A educação tem por objetivo suscitar o individualismo a fim de conservar a ordem.


24. (UFU/FEV/2007) Sobre o significado de consciência coletiva na teoria durkheimiana, marque a alternativa correta.
A) Representa um conjunto de regras e valores sociais que se coloca acima das consciências individuais, estabelecendo uma coesão social fundada nas diferenças entre os membros da sociedade.
B) Representa o conjunto de crenças, hábitos e sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade, agindo sobre as consciências individuais e estabelecendo um padrão de comportamento.
C) Está intimamente relacionada à sociedade de grande divisão social do trabalho, sendo predominante no tipo de solidariedade orgânica, uma vez que estabelece um alto grau de conformidade e semelhanças a esse tipo de organização social.
D) Define um tipo de coesão social, particularmente aquele no qual se estabelece uma rede de funções interdependentes, ao mesmo tempo em que os indivíduos são diferentes uns dos outros.


25. (UFU/FEV/2007) Acerca da divisão social do trabalho em Émile Durkheim, marque a alternativa INCORRETA.
A) A solidariedade do tipo mecânica é marcada por uma relação de justaposição entre os indivíduos e de forte presença da consciência coletiva em relação às consciências individuais.
B) A divisão social do trabalho, mais acentuada na solidariedade do tipo orgânica, pode levar a sociedade a um estado de anomia, isto é. enfraquecimento da coesão social.
C) A solidariedade do tipo orgânica caracteriza-se por uma acentuada divisão do trabalho, resultando em alto grau de especialização e, ao mesmo tempo, interdependência entre os indivíduos.
D) A partir da divisão social do trabalho, Durkheim estabelece dois tipos de solidariedade social, a mecânica e a orgânica, sendo a primeira definida pela predominância das consciências individuais sobre a consciência coletiva.


26. (UFU/FEV/2007) Sobre a concepção de fato social para Émile Durkheim, marque a alternativa correta.
A) O fato social é um tipo ideal que o sociólogo constrói, sem possibilidade de descobrir leis e tendências gerais.
B) Os fenômenos sociais decorrem das escolhas racionais que os indivíduos fazem, motivados estes por tradições, estados afetivos ou objetivos e valores desejados.
C) O método sociológico não deve se fundamentar na observação empírica, pois esta se restringe às ciências naturais.
D) O sociólogo deve olhar para os fenômenos sociais como coisas, controlando suas prenoções e se pautando pela objetividade comum a outros ramos da ciência.


27. (UFU/JUL/2006) Sobre a divisão social do trabalho, de acordo com a formulação de Émile Durkheim, marque a alternativa correta.
A) Quanto maior for a divisão social do trabalho, maior a solidariedade mecânica.
B) Os serviços econômicos que ela pode prestar são sua real e mais importante função.
C) Não apresenta nenhuma relação com a coesão social.
D) Seu mais notável efeito é o de tornar solidárias as funções divididas.

Um comentário: