sexta-feira, 10 de junho de 2011

Confira a correção da Avaliação de Sociologia



Avaliação de Sociologia P2 – Terceiro ano

1. (PITÁGORAS) A foto a seguir apresenta três pessoas que ocupavam, em 2008, alguns dos postos mais importantes no sistema político brasileiro: o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva; o presidente do Senado, Garibaldi Alves; e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.




a) Após refletir e considerar essa situação, REDIJA um texto diferenciando os três poderes constitucionais (Executivo, Legislativo e Judiciário).

b) JUSTIFIQUE a sua separação.

resposta: A resposta dos alunos deve ter como eixo a ideia de que a função da separação dos poderes é o controle mútuo. Lembrando o francês Montesquieu, "só o poder controla o poder". Assim, idealmente, os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário se equivalem. Vale lembrar, ainda, que as respostas não devem afirmar a existência de uma "divisão" entre os poderes, mas a sua "separação". Tratam-se de condições distintas.


2. (PITÁGORAS) Leia o trecho a seguir.

“Num país desigual como o Brasil, sou favorável ao voto obrigatório não pelo insustentavelmente elitista (e, no limite, autoritário) argumento “educacional” tão freqüentemente mobilizado, mas pelo simples fato de que é crucialmente importante que o direito ao voto esteja absolutamente franqueado, e não vejo outra maneira de impedir que intimidações espúrias ao exercício do voto se façam presentes – a não ser tornando-o obrigatório.“

(Bruno Reis, Ir para casa em paz).

REDIJA um texto respondendo às questões seguintes:

O voto no Brasil deve ser obrigatório? - Qual a finalidade do caráter compulsório do voto?

O voto deveria ser secreto, ou não? - Qual a finalidade do voto secreto?

Ao longo do processos legislativos, como votação de projetos e leis, o voto dos representantes (vereadores, deputados, senadores) deveria ser secreto?

3. (PITÁGORAS) A cidadania é, em geral, entendida como uma série de direitos a que uma pessoa tem acessos. Direito ao voto, à saúde, à educação, à imprensa, etc. Nessa consideração, todavia, é normal que se deixe de lado aquela dimensão igualmente importante, os deveres de cidadania.

ESCREVA um texto contendo respostas às questões seguintes:

Qual a importância do direito ao voto?

Qual a importância do exercício do voto?

É possível pensá-los separadamente, direito e dever?

Qual a importância do direito à educação?

E para jovens de 16 e 17 anos, para quem o voto é facultativo, qual a importância desse direito/dever?

Qual a importância da proibição do consumo de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos?

Qual a importância da proibição do consumo de cigarros para menores de 18 anos?

Por que jovens menores de 18 anos não podem dirigir?

Quais as razões comuns a essas proibições?

RESPOSTA:

Essa atividade pretende despertar nos alunos a consciência de que a cidadania só é possível desde uma perspectiva que saiba integrar os direitos aos deveres, sem diminuir o peso sobre um dos pratos da balança. É para reforçar esse ponto que procuramos aqui elencar uma série de pontos críticos a esse debate. As primeiras duas questões constituem uma continuação da atividade anterior, podendo portanto ser aproveitada a sua reflexão. Deve-se notar, todavia, que o ponto a ser fixado nesta última atividade é justamente o paralelismo entre direitos e deveres de cidadania – diferente do foco dado à questão 19. Os itens seguintes procuram despertar nos alunos reflexões acerca da cidadania possível entre eles, tanto em termos de direitos quanto deveres. Espera-se que, com suas palavras, sejam capazes de mostrar que a idade de 16 e 17 anos representa uma transição para a juventude brasileira. Tem-se direito a voto, à educação, mas recaem sobre eles também uma série de obrigações e interdições.

4. (PITÁGORAS) Assinale, dentre as opções a seguir, aquela que contém a definição de Estado mais próxima à de Marx.

a) Instituição que detém o monopólio sobre o uso legítimo da força.

b) Instituição responsável pela manutenção da paz no interior de uma sociedade.

c) Instituição de sustentação ideológica e legal da classe dominante.

d) Instituição racional-legal responsável pela manutenção da ordem.

e) Instituição que realiza a universalização do espírito racional.

resposta: C

5. (PITÁGORAS) Explique, segundo Weber,

a) o poder tradicional e o poder carismático.

resposta: Poder tradicional: o poder da legalidade é aquele “fundado na obediência”;

Poder carismático: é exercido por aqueles que obtém a confiança da sociedade por seus dons.

b) Dê um exemplo do poder tradicional e de poder carismático na nossa sociedade atual.

resposta: Tradicional: Presidente João Baptista Figueiredo, carismático: Presidente Lula.

6. (PITÁGORAS) Em que aspecto as ideias de Durkheim diferem das de Marx e Weber sobre o Estado? Em que elas se assemelham?

resposta:Durkheim difere de Marx, pois concebe o Estado como aquele que legitima o indivíduo. Marx entende o Estado como representação de interesses de certos grupos ou classes sociais. Durkheim assemelha sua concepção de Estado a Weber, quando entende que, Como Weber afirma, o Estado monopoliza a violência física como instrumento de domínio sobre os indivíduos.

7. (UEM)Sobre a formação do Estado moderno e as transformações que ele sofreu ao longo da história, assinale o que for correto.

01) A centralização das estruturas jurídicas e da cobrança de impostos, a monopolização da legitimidade do uso da violência e a criação de uma burocracia específica para administrar os serviços públicos foram fundamentais para a constituição do Estado moderno.

02) Os Estados Absolutistas europeus contribuíram para a desagregação das relações políticas feudais. Por isso, seu advento é constitutivo do longo processo que resultou no surgimento dos Estados modernos.

04) O princípio da soberania popular foi substantivamente transformado em fins do século XIX e ao longo do século XX como resultado das lutas sociais empreendidas a favor da ampliação dos direitos políticos.

08) A construção do Estado-nação esteve intimamente associada à idéia de um poder territorializado.

16) Embora estejam associados, os conceitos de Estado e de nação não coincidem, já que existem nações sem Estado – como é o caso dos palestinos – e Estados que abrangem várias nações – como o Reino Unido. Sobre a formação do Estado moderno e as transformações que ele sofreu ao longo da história, assinale o que NÃO for correto.

resposta: todas estão corretas.

8. (UEM - adaptada) “Historicamente, a cidadania foi concedida a restritos grupos de elites – homens ricos de Atenas e barões ingleses do século XIII – e posteriormente estendida a uma grande porção dos residentes de um país.” (VIEIRA, Liszt. Os argonautas da cidadania. A sociedade civil na globalização. Rio de Janeiro: Record, 2001. p. 34-35).


Sobre o conceito de cidadania é correto afirmar que:

a) O estabelecimento dos deveres e dos direitos da cidadania moderna esteve intimamente vinculado ao processo de construção dos Estados nacionais.

b) A cidadania é um conceito que está associado estritamente à Idade Moderna, já que a democracia só passou a ser implementada a partir desse período.

c) Considerando o processo histórico dos últimos 200 anos, podemos afirmar que a incorporação de novos grupos ao estatuto da cidadania foi realizada não apenas por concessões, mas também pelas lutas sociais que reivindicaram novos direitos.

d) Nos diferentes períodos históricos, os direitos de cidadania constituíram-se, invariavelmente, como privilégio exclusivo das elites econômicas.

resposta: C



9. (PITÁGORAS) Leia o trecho a seguir.


Diante de uma situação de conflito, quando um Estado perde sua ___________, ele inevitavelmente acaba fazendo uso da ________. É assim que faz valer, reafirma o seu ________. Veja, por exemplo, o que acontece em muitas das favelas da cidade do Rio de Janeiro (mas também em outras grandes capitais do país): é a política que faz prevalecer a sua ordem. Tendo por base o conceito de Estado para Max Weber, assinale a alternativa que APRESENTA os conceitos que completam o trecho de forma adequada.


a) autoridade – força – poder.

b) legitimidade – política – alcance.

c) legitimidade – guerra – domínio.

d) autoridade – guerra – comando.

e) força – hierarquia – controle.

resposta: A

10. (UEL) Max Weber, sociólogo alemão, conceituou três tipos ideais de dominação: dominação legal, dominação tradicional e dominação carismática. São tipos ideais porque são construções conceituais que o investigador utiliza para fazer aproximações entre a teoria e o mundo empírico.

Leia a seguir o trecho da Carta Testamento de Getúlio Vargas:

Sigo o destino que é imposto. Depois de decênios de domínio e espoliação dos grupos econômicos e financeiros internacionais, fiz-me chefe de uma revolução e venci. Iniciei o trabalho de libertação e instaurei o regime de liberdade social. Tive de renunciar. Voltei ao governo nos braços do povo.

(VARGAS, G. Carta Testamento. Disponivel em: http://www.cpdoc.fgv.br/dhbd/verbetes_htm/5458_53.asp. Acesso em: 17 nov. 2007.)

Com base nos conhecimentos sobre os tipos ideais de dominação e levando em consideração o texto citado e as características históricas e políticas do período, assinale a única alternativa que apresenta a configuração correta do tipo de dominação exercida por Getúlio Vargas.

a) Dominação carismática e tradicional. b) Dominação tradicional que se opõe à dominação carismática. c) Dominação tradicional e legal. d) Dominação legal e carismática. e) Dominação legal que reforça a dominação tradicional.

resposta: D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário