sábado, 2 de abril de 2011

Confira as questões da Prova de Sociologia do Primeiro Bimestre

PROVA DE SOCIOLOGIA – SEGUNDO ANO





1. (UFG) Leia a tira a seguir.


QUINO. Toda Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 1993. p. 372; 411. [Adaptado]


A tira, sobretudo a fala de Mafalda, questiona o apelo ao consumo. Na perspectiva dos estudos geográficos, a generalização do consumo visa


a) à ampliação da cidadania, por garantir mais espaços públicos do que privados nas cidades.

b) à disseminação do sistema de crédito e da propaganda, por ampliar o acesso a bens e produtos.

c) à distribuição de renda, por promover a equidade social nos países subdesenvolvidos.

d) ao aumento da produção e dos níveis de consumo nos países desenvolvidos.

e) à redução das diferenças entre cidadãos e consumidores, por equiparar o acesso ao consumo aos valores democráticos.

Resposta: B
2. (CNDL) Observe as fotografias a seguir. Elas retratam ícones femininos de épocas diferentes. Que diferenças podem ser observadas nos padrões de beleza das diversas épocas?


Resposta: Em cada época a cultura determina os padrões de beleza e dos comportamentos das pessoas. As fotos das modelos e atrizes, ao longo das décadas demonstram as diferenças nos hábitos alimentares, nos dias de hoje, provocando excessivos cuidados com a saúde.


3. (CNDL) “O comércio cultural não pode ser apenas o resultado de cálculos para obter vantagens comparativas que predominam, seguindo um frio racionalismo econômico. Produtos e serviços culturais não podem ser tratados unicamente como mercadorias”. Explique essa afirmação.

Resposta: O grande perigo do comércio cultural, tratado apenas como mercadoria, está na lógica do livre comércio, da oferta e da procura e do lucro. A produção cultura é, antes de tudo, manifestação de um povo, das características de um país.


4. (CNDL) O artigo 1 da Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural estabece - "A diversidade cultural, patrimônio comum da humanidade" - resguarda à humanidade o direito à diversidade cultural.” Com a globalização mundial, as diversidades regionais dos países estão preservadas? Argumente.

Resposta pessoal. Geralmente, uma declaração universal torna-se um referencial a ser atingido e muitas vezes é difícil atingi-lo, pois se refere a diversas realidades. Alguns alguns aspectos são respeitados na realidade brasileira, outras não.



5. (CNDL) A socióloga Valquíria Padilha afirma que "o shopping center cria um novo tipo de sociabilidade, mas uma sociabilidade destrutiva. Tanto para o ambiente, quanto para o cidadão. É uma manifestação de uma sociedade doente, cuja cura só se dá sob uma transformação radical". Discuta, essa afirmação e registre as suas conclusões.

Resposta: A socióloga apresenta o shopping center como o templo da sociedade de consumo, sociedade essa que cria uma sociabilidade destrutiva, pois as pessoas passam a se preocupar, não mais com o signo que as coisas passam a ter através do marketing.



6. (CNDL) A sociedade-cultura de consumo pós-moderna está associada à complexidade humana, ou seja, envolve seus valores, desejos, hábitos, gostos e necessidades numa escala extremamente intensificada. No contexto pós-moderno, a estetização da vida cotidiana e o triunfo do signo retratam a subordinação da produção ao consumo sob a forma de marketing, com uma ascensão cada vez maior do conceito de produto, do design e da publicidade.


a) Utilizando-se de suas ideias, argumente sobre a sociedade-cultura de consumo.

Resposta: Sociedade-cultura de consumo: reduz o indivíduo à condição de consumidor como consequência da automatização do sistema de produção.





b) Explique o slogan: “já não consumimos coisas, mas somente signos”.

Resposta: Na sociedade pós-moderna, o objeto de desejo, necessariamente, não são as coisas palpáveis, mas, mais do que as coisas, o que elas representam. O significado que elas têm, o status que elas proporcionam.



7. (UFRJ) A rede McDonald s foi fundada na década de 1940 por Dick e Maurice McDonald, mas comprada e vastamente expandida por Ray Kroc a partir dos anos 1950. Kroc, um imigrante tcheco, foi aparentemente o primeiro empresário que aplicou os princípios da produção em massa a um setor de serviços. Em conseqüência de suas inovações, hoje cerca de 50 milhões de pessoas por dia comem em um McDonald s em mais de 120 países.

Adaptado de BURKE, Peter. "Folha de São Paulo", 15/04/2007.


A rede McDonald s tornou-se um dos símbolos de algumas das principais mudanças, ocorridas em diversos países, nos últimos cinqüenta anos. Sua história se confunde com a das relações econômicas internacionais. Uma mudança que pode ser representada pela expansão dessa rede e sua respectiva causa histórica são:

a) mundialização da cultura - extinção da dualidade local/global

b) padronização do consumo - expansão de empresas transnacionais

c) americanização dos costumes - internacionalização tecnológica do setor industrial

d) uniformização dos hábitos alimentares - integração mundial dos mercados nacionais

Resposta: B
8. (PUC) Leia o poema seguir:


Eu etiqueta

Em minha calça está grudado um nome

Que não é meu nome de batismo ou de cartório,

Um nome ... estranho.

Meu blusão traz lembrete de bebida

Que jamais pus na boca, nesta vida,

Em minha camiseta, a marca de cigarro

Que não fumo, até hoje não fumei

Minhas meias falam de produto

Que nunca experimentei

Mas são comunicados a meus pés. (...)

Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro,

Minha gravata e cinto e escova de dente e pente (...)

Desde a cabeça ao bico dos sapatos,

São mensagens,

Letras falantes,

Gritos visuais,

Ordens de uso, abuso, reincidência,

Costume, hábitos, premência,

Indispensabilidade, e fazem de mim homem-anúncio itinerante (...).

(Carlos Drummond de Andrade)


a) Ao consumismo, entendido como um fator importante para o desenvolvimento da sociedade capitalista.


b) À moda jovem, da sociedade globalizada e das comunicações em rede em escala planetária.

c) À vida nas metrópoles e nas cidades globais cujos habitantes usam um vocabulário estrangeiro para expressar o processo de globalização.

d) Às relações comerciais desiguais em escala planetária, em que os países pobres consomem produtos fabricados em diferentes lugares do globo.

e) Aos produtos expostos nas vitrines dos shopping centers das cidades brasileiras.

Resposta: A
9. (UEL) “Tudo indica que o termo ‘indústria cultural’ foi empregado pela primeira vez no livro Dialética do esclarecimento, que Horkheimer [1895-1973] e eu [Adorno, 1903-1969] publicamos em 1947, em Amsterdã. (...) Em todos os seus ramos fazem se, mais ou menos segundo um plano, produtos adaptados ao consumo das massas e que em grande medida determinam esse consumo”. (ADORNO, Theodor W. A indústria cultural. In: COHN, Gabriel (Org.). Theodor W. Adorno. São Paulo: Ática, 1986. p. 92.)


Com base no texto acima e na concepção de indústria cultural expressa por Adorno e Horkheimer, é correto afirmar:

a) Os produtos da indústria cultural caracterizam-se por ser a expressão espontânea das massas. b) Os produtos da indústria cultural afastam o indivíduo da rotina do trabalho alienante realizado em seu cotidiano.

c) A quantidade, a diversidade e a facilidade de acesso aos produtos da indústria cultural contribuem para a formação de indivíduos críticos, capazes de julgar com autonomia.

d) A indústria cultural visa à promoção das mais diferentes manifestações culturais, preservando as características originais de cada uma delas.

e) A indústria cultural banaliza a arte ao transformar as obras artísticas em produtos voltados para o consumo das massas.

Resposta: E

10. (UFG)



Quando nascemos fomos programados

A receber o que vocês nos empurraram

Com os enlatados dos USA, de 9 às 6.

Desde pequenos nós comemos lixo

Comercial e industrial

Mas agora chegou nossa vez

Vamos cuspir o lixo em cima de vocês.

Somos os filhos da revolução

Somos burgueses sem religião

Nós somos o futuro da nação Geração Coca-Cola. (...)

Renato Russo


O trecho acima, da música "Geração Coca-Cola", evoca uma das principais características do mundo moderno: o consumismo. Com base nos conhecimentos sobre o assunto, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O consumismo se caracteriza como um comportamento social em que o consumo deixa de ser meio e adquire status de finalidade.

b) A globalização da economia fez surgir uma nova geografia do consumo: países e regiões com níveis de desenvolvimento econômico distintos consomem produtos e serviços semelhantes.

c) O modelo de consumo "mundializado" deixa marcas evidentes no espaço das metrópoles, onde proliferam estabelecimentos comerciais de grande porte, como shopping centers, hipermercados, etc.

d) A presença, num mesmo espaço geográfico regional, do consumidor e do produtor do bem de consumo é necessária, porque os circuitos espaciais de produção são demarcados pelas fronteiras regionais.

Resposta: D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário